Os jornalistas não querem dominar o mundo

Não sei porque as pessoas adoram falar mal de jornalismo. E a moda pega! Qualquer dia vai virar modalidade esportiva. Lá vem os acadêmicos com todos aqueles paradigmas velhos para falar que o jornalista mau (esfrega as mãos e aperta os olhinhos) vai colocar uma informação na sua cabeça e ela vai ficar ali porque você, espectador, é uma massa amorfa e passiva que engole e só. Sim, ainda tem gente que acredita nisso. Será que o jornalista dá risada maligna depois disso também?
Ainda bem que existe, muito além dos jornalistas, o controle remoto, que permite que você mude o canal da tevê ou desligue o rádio, o computador ou o escambau. “Mas aí vc corta a comunicação”, diriam os acadêmicos. E eu digo “pelo menos você filtra o que você vai ou não receber”. E mesmo que você esteja amarrado na cadeira e não possa evitar a exposição ao que você não quer, respire aliviado, você tem personalidade, capacidade de interpretação e memória seletiva. A informação nunca chegaria a você como o malévolo profissional programou.

Parênteses: Alguém sabe quanto ganha um jornalista? Desde quando alguém com esse piso merreca é ameaça séria a alguém?

Poder é um conceito que não passa perto da maioria dessa turma. Poder é o garoto que vi passeando na rua com o cachorro, em dia útil e horário comercial, no Lourdes. Quando passei do lado dele senti aquele perfume que a gente sabe que foi fabricado e comprado em terras muito longe das nossas. Cheirinho de Europa. Moletom caríssimo, olhos verdes e tempo para ter qualidade de vida. Talvez ele domine o mundo. Nós, não.

* Manoella Oliveira.

Anúncios

Um comentário em “Os jornalistas não querem dominar o mundo

  1. Tenho que dizer que, sabendo mais sobre a realidade italiana, o poder realmente não está nem perto dos jornalistas, mas está muito perto dos meios de comunicação. Em um país onde o primeiro ministro retem todos os canais televisivos (praticamente) e ainda livrarias, entre outras mil coisas, o cidadão médio italiano raramente sabe o que acontece no país. É triste, parece absurdo, mas tenho visto uma ditatura dispistada dia após dia engolir pessoas que parecem mesmo massas amorfas =/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s