Sobre um garoto

Will Freeman, como seu próprio nome diz, é um homem livre. Herdeiro de uma música cujos direitos autorais lhe rendem fortunas, vive sozinho em uma bela casa equipada e não precisa trabalhar. Entre planos mirabolantes para preencher o vazio de seus dias ele conhece Marcus, um garoto incrivelmente impopular na escola e com problemas familiares que só não são maiores que os de auto-estima. E, por mais incrível que pareça, os dois se tornam amigos.

Esse é o argumento de “Um Grande Garoto”, de Nick Hornby, o autor de “Alta Fidelidade”. Lembrei dele hoje, 15 anos do suicídio de Kurt Cobain, pois o livro é recheado de citações ao Nirvana – começando por seu título original, “About a Boy”, que faz referência à canção “About a Girl”.

É delicioso. Acho que, quem está lendo isso e me conhece ou sabe como eu era no colégio, entende porque ele me toca tanto. Acredito que qualquer um com mais de 20 anos vá ler este livro e perceber lembranças e medos que achou ter deixado no passado. Mas também vai acessar áreas muito gostosas da mente e ficar intrigado com a narração, que mostra as situações vistas pelos dois protagonistas.

O livro gerou um filme homônimo, com Hugh Grant, tão doce e perspicaz quanto o livro. O final não é o mesmo, mas é divertido. Vale a pena ser visto. Diferente de “Alta Fidelidade”, as citações pops não conduzem a história, mas as dúvidas masculinas continuam a permear o livro – que agora tem duas gerações de respostas. “Um Grande Garoto” tem uma narrativa doce, madura e também é o retrato de uma geração.

Marcus, desajeitado e esquisito, era capaz de criar pontes por onde quer que passasse. E eu ando precisando de pontes.

Para ouvir depois de ler:
Something to Talk About – Badly Drawn Boy

Anúncios

3 comentários em “Sobre um garoto

  1. Assim como o Alta Fidelidade, só vi o filme Um Grande Garoto (e amo os dois) e tenho muita vontade de ler os livros. Foi ótimo esse post para me lembrar deles, vou procurar aqui pra comprar =D

    Curtir

  2. Oiii….passei a manhã inteira lendo seu blog aqui na agência. Amei.Não quero parecer piegas, mas gostei demais e é muito bom conhecer um pouco mais das pessoas de quem a gente gosta.Espero muito muito MUITOOOO ter conversas longuíssimas com você, numa mesa de bar, no ônibus pra faculdade, num taxi por aí, ou em qualquer canto da vida…um beijo querido.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s