O pop tem razão: “Maybe”

Eu era deprimido pois ouvia música pop ou eu ouvia música pop pois eu era deprimido?”. Essa é uma questão de “Alta Fidelidade”, não sei se do filme ou do livro ou dos dois. O que interessa é que a dúvida é pertinente. Para tentar extrair dela algum divertimento – ou alguma sabedoria – criei essa categoria no blog para analisar músicas que fazem sentido pra mim. E eu sei exatamente com qual vou inaugurá-la.

Nunca fui fã de Spice Girls e menos ainda da carreira solo das moças, mas o clipe de “Maybe”, da Emma Bunton, me chamou atenção. E, depois, a letra. Como pode um pop tão inocente fazer uma crônica tão justa dos relacionamentos modernos?

Preste atenção no começo da música, por exemplo. “O amor não é engraçado quando está te queimando por dentro, quando tudo que você pensa é como sobreviver à noite. E quando você quer, é apenas um jogo que você joga e quando você consegue, querem tomar de você”. Sobre o mesmo tema, outra parte da letra diz: “E se você quer, não há ninguém pra você. Quando não precisa, existem muitos peixes no mar”.

Não faz sentido? É de comum conhecimento que, depois de um longo período sem ninguém, muitas pessoas aparecem. Não é exatamente algo que gera indecisão, mas um pingo de frustração. Onde estava essa galera antes, quando eu tava na seca? Enfim…

Mas a melhor parte é o refrão, que me lembra as indagações das minhas amigas, querendo ler sinais em todo e qualquer mínimo movimento dos caras que elas gostam: “Talvez não seja nada, talvez seja tudo na minha cabeça. Talvez eu seja tola, talvez seja uma perda de tempo. Mas eu acho que não, talvez eu tenha certeza que talvez eu esteja apaixonada”.

A gente bem gostaria que os eventos de nossas vidas fossem polvilhados ao longo dela, mas não é assim. São mesmo marés, períodos ruins seguidos de bons, tudo está mudando o tempo todo – mesmo que você não perceba. Quantas vezes você revira seu armário procurando um CD e acha aquele outro que você estava procurando na semana passada? Pense nisso.

Anúncios

Um comentário em “O pop tem razão: “Maybe”

  1. Eu adoro essa música e esse clipe, mas nunca tinha notado a profundidade da letra. Realmente, muito bem colocado por você o dilema entre o que realmente é e o que queremos que seja. Projeção em inicio de um possivel relacionamento é tudo.E eu adoro pq essa música é tão animadinha, costumo dizer que é um samba gringo feito com pandeiro eletrônico.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s