Topo do pescoço versus meio das pernas

tomboy

Acabei de ver “Tomboy”, um filme francês sobre uma menina que aproveita a mudança de casa e escola para se apresentar às crianças vizinhas como um menino. Aparentemente, não é a primeira vez que ela faz isso – e seu comportamento diferente já tinha chamado atenção dos pais, que pareciam compreender a criança na medida do possível. Eles não criam caso, por exemplo, com suas regatas e seu quarto pintado de azul.

Sem querer contar o fim do filme, digo que não fica muito claro se é a história de um indivíduo transgênero de nascença ou (e é o que o título sugere) de uma criança lésbica que não conhece sua homossexualidade – já que é comum crianças homossexuais, sem saber que gostar de alguém do mesmo sexo é permitido, queiram pertencer ao sexo oposto. Mas no caso dos trans, desde sempre, sabem que o que há no topo do pescoço não combina com o que há entre as pernas. E aí a questão é muito mais ampla.

De qualquer forma, o filme da diretora Céline Sciamma me fez lembrar de uma matéria muito interessante sobre o assunto, no programa ” 20/20″, da ABC, com a jornalista Barbara Walters. Ela entrevista famílias, crianças, especialistas e trata tudo com a naturalidade e delicadeza que o assunto merece.

Ah, um outro filme legal: “Transamerica”, de 2005, com Felicity Huffman.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s